anne galante

De outro mundo! Criações da Anne Galante.

Oioi, Crocheteira! Se você nos acompanha há algum tempo, já deve conhecer a nossa fundadora, artista e professora, Anne Galante. Não só ela faz artes em crochê como também em tricô, e hoje vamos contar um pouco da sua história.   

Ela é cheia de talentos, começou a crochetar aos 12 anos com a sua mãe e desde então se tornou autodidata para conseguir criar o que quisesse. O seu trabalho está espalhado pelo Brasil e pelo mundo e desperta cada vez mais a atenção das pessoas para essas artes milenares.  

Para a Anne, as artes manuais são técnicas de infinitas possibilidades, você pode criar desde uma faixa de cabelo até cobrir um prédio. Isso porque quando você entende as técnicas, pode aplicá-las em absolutamente qualquer coisa, e essa liberdade para a criatividade faz toda a diferença.  

Em resumo, no post de hoje, vamos mostrar algumas das principais artes com tricô ou crochê da nossa artista. Ela sempre testa os limites da agulha e nos mostra que, na verdade, esse limite não existe!  

#1 – Nu Festival (2017)  

A Anne já fez a cobertura do prédio onde fica a sede do banco digital Nubank. “O Nu Festival teve como objetivo reimaginar a cidade por meio de uma série de intervenções urbanas criadas por alguns dos principais nomes da nova geração da arte pública nacional.” A ideia era incentivar a nova geração de artistas, assim como o Nubank faz parte da nova geração de startups. Para a produção, foram usados 1.250kg de plástico reciclado crochetados na mão, que cobriram o prédio por completo.  

 

Deu pra imaginar como foi lindo? Agora veja cada detalhe no vídeo a baixo:  

https://www.youtube.com/watch?v=OITQuFO80M4&feature=youtu.be

2. Handmade dreams  

A Anne adora propor uma dimensão diferente, visando chamar ao máximo a atenção do público para essas artes milenares. Com agulhas e fios gigantes, de fato ela coloca em ação o seu sonho, o de não deixar essas técnicas morrerem.  

Se afastando desse mundo onde tudo é “fast”, ela tricota em frente ao público, fazendo com que todos interajam junto com ela, ponto após ponto, apreciando o momento de criação de uma peça gigante.  

Ao final, um enorme futon é criado como um convite para que as pessoas se deitem e lembrem-se de seus próprios sonhos.  

Dá uma olhadinha nesse vídeo que mostra um pouco desse processo:  

https://www.youtube.com/watch?v=jXIpiqLTsKk

3- Handmade dreams para Lacta (2020) 

No último lançamento da marca, houve o “Intense Experience”, onde diversas instalações foram feitas, visando mostrar os diferenciais da linha “dark” da Lacta. Com o propósito de materializar o maior diferencial do chocolate, a maciez, a Anne foi convidada para dar vida a essa sala.  

Em um ambiente circular, a sala foi coberta de tricôs e crochês gigantes, proporcionando muito aconchego e maciez enquanto o público degustava os chocolates e vivenciava todos os seus 5 sentidos.  

4 – Ocupação Ray Ban (2019):  

Esse trabalho foi feito no centro de São Paulo, em um prédio histórico da região e contou com 21 instalações interativas, nos 4 andares do prédio. O tema do evento foi “orgulho e reconhecimento”, com o foco nas histórias dos mais de 30 artistas presentes.  

 

As instalações da exposição “Toda Tempestade Passa”, contavam com uma área colorida e sensorial, de tal forma que os visitantes tivessem diferentes sensações e muita diversão.   

Confira aqui como foi a Ocupação:  

 

 

 

https://www.youtube.com/watch?v=wA05wPDTsuw&feature=youtu.be

5 – Casa Cor (2018):  

 


Foi feito um graficrochetou seja, pinturas com crochês aplicados, na extensão do muro para a entrada da Casa Cor. Recheado de analogias sobre sonhos e o fazer a mão, carregava cores e mensagens nos muros. 

E as frases que estavam presentes nos graficrochet são dessas pra gente carregar para a vida

  1. “Tem coisas que levam tempo, e outras que o tempo leva.”  
  1. “Que seus sonhos sejam maiores do que os seus medos.” 

Dessa forma, a ideia do espaço criado pela Lao Engenharia e Zoom Arquitetura, era convidar as pessoas a ocuparem as calçadas e discutirem suas relações com a cidade, rodeadas de intervenções artísticas.  


Um dos trabalhos que a Anne mais curte fazer são essas intervenções urbanas, afinal, é uma forma de democratizar as artes com tricô ou crochê e ainda aproveitar essa galeria a céu aberto que é São Paulo, cidade onde ela mora. Tudo a ver com o movimento Yarn Bombing, não é?! Se você perdeu esse nosso post clique aqui para ler o post completo.  

Mas o portfólio dela não para por aqui não!  

6 – Harbour City, Hong Kong (2019):   


Até na China ela já foi parar! Por lá, ela teve o desafio de desenvolver uma instalação de Natal inteirinha usando artes em crochê e tricô para o maior shopping de Hong Kong. Chamada de “All you knit is love”  – tudo que você tricota é amor-, a ação ajudou na arrecadação de fundos para a Fundação de Câncer de Sangue de Hong Kong. 

Foram 3 meses de trabalho, no Brasil, com mais uma equipe de 10 crocheteiras para produzir todos os bonecos e peças em crochê. Já em Hong Kong, a Anne contou com a ajuda de estudantes de artes e moda da cidade, para a confecção de mais de 6000 metros de fio em tricôs.  

Com tudo feito à mão, a intervenção contou com tudo em grande escala, não só uma árvore de Natal com 5 metros de altura, como também bonecos gigantes de crochê e até mesmo árvores espalhadas pelo shopping.  

Olha só como ficou incrível e no vídeo abaixo, tem o making of dessa ação:  

https://www.youtube.com/watch?v=7V8tLHuB2lo

 

Todas essas artes são tão perfeitas que parecem ser de outro mundo, não é? Como resultado nós poderíamos escrever páginas e páginas, apenas para admirar tantos trabalhos, com tantas formas diferentes de se expressar e criar uma arte única.  

Saiba mais 

Por fim, se você quiser conhecer mais as artes em crochê e tricô da Anne, prepara aí que tem diversos canais para você acompanhar:  

  • Entrevista para o blog Curadoria – Um projeto sobre mulheres criativas; 
  • Entrevista para o Mais você, contando um pouco sobre o processo criativo; 
  • portfólio da Anne para você dar uma espiadinha em cada trabalho; 
  • Além disso, é claro, tem o Instagram do ateliê e da Anne para ficar por dentro de tudo que está acontecendo.  

Agora, nós queremos saber, qual foi o seu trabalho preferido? Comenta aqui no post.  

Semana que vem tem mais!  

Beijos, beijos e agulhas ativar. 

Marcela Novaes, redatora da Escola de Artes Manuais.

 

 

 

 

 

 

 

Divulgue esse Artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Recentes