Ponto alto, ponto baixíssimo e acabam

Cérebro e mãos conectados: 12 benefícios do crochê para a saúde

Aprender algo novo. Errar e repetir a dose até acertar. Ultrapassar o desafio de um ponto novo. Observar uma linha se tornando algo único, artesanal, seu.  

Nós bem sabemos que o prazer que essa prática proporciona não tem preço. Seja como hobby, profissão ou até estilo de vida.  

Mas, além disso, já existem benefícios claros do crochê para a saúde.  Bom para a mente e para o corpo, o crochê é uma atividade que só tem a acrescentar positivamente na sua vida. Quer entender por que fazer arte com linhas e agulhas é tão bom?

Confira esses 12 benefícios do crochê para a saúde!  

1. Melhora a concentração 

As atividades manuais demandam muita concentração e atenção, e com o tempo, esse hábito faz com que você consiga ter muito mais foco, tanto na prática como em outras esferas da vida. Ou seja, é ideal para quem tem dificuldades ao se concentrar ou para momentos que estiver muito agitado e ansioso. Você entra em um mundo onde esquece de todo o resto, podendo se concentrar até mesmo em pé, esperando por um metrô.  

 

2. Reduz o estresse 

A química do cérebro se transforma durante – e após  o ato de crochetar. Nesse sentido, além de diminuir os hormônios que causam estresse, ao realizar a atividade os níveis de serotonina e dopamina aumentam. Esses hormônios são responsáveis pelas sensações de bem-estar e prazer, ou seja, você sai leve, satisfeito e feliz após dedicar um tempinho para as suas criações.  

Além disso, entramos em um mundo à parte devido a concentração necessária, esquecendo de tudo ao redor, inclusive os nossos problemas. 

 

3. Você fica mais relaxado 

Crochetar é repetir movimentos e você sabia que isso ajuda a acalmar o coração e a baixar a pressão sanguínea? Logo, a nossa sensação de conforto e relaxamento aumentem.  

 

4. Visão acurada 

A prática ainda requer um exercício nos olhos, fazendo que com o passar do tempo, a acurácia (exatidão) da visão melhore. Além disso, lubrifica mais os olhos, o que evita problemas de cataratas e até a degeneração desse órgão tão essencial.  

5. Autoestima lá em cima 

Ser capaz de criar algo do zero traz uma sensação de prazer e orgulho muito grande. Gera um sentimento de dever cumprido e a noção de que existe espaço para se expressar, o que ajuda a aumentar a nossa autoestima. Seja como for, nos sentimos produtivos e úteis, o que ultrapassa os limites do crochê, mudando a nossa forma de nos enxergar.  

6. Estimula a criatividade 

Fazer arte é um eterno estimulo a esta habilidade. Poder criar e imaginar peças, misturar cores, pontos e formatos, faz com que a cada etapa adquira mais repertório e se torne cada vez mais criativo, tanto para o crochê, como para a vida.  

 

7. Ideal para crianças 

A prática do crochê além de ser muito divertida, podendo entreter e trazer todos os benefícios para a saúde já citados, estimula o desenvolvimento psicomotor, responsável principalmente pelas capacidades motoras e intelectuais. Essas habilidades são essenciais para a vida de qualquer ser humano e o aumento dessas capacidades começa na infância.  

É por isso, que diversas escolas já incluem o crochê na grade curricular, como é o caso da pedagogia Waldorf, que foi criada na Alemanha, mas já está presente em mais de 60 países. Dentre as diversas diferenças presentes em sua metodologia, a inclusão das artes manuais e do crochê está presente em sua grade curricular. Se quiser saber mais sobre essa educação humanista que já foi indicada até pela Unesco, acesse aqui.  

 

8. Pode ajudar a diminuir a depressão 

Como você pode observar nos itens anteriores, há diminuição do estresse, maior relaxamento e aumento da autoestima, nesse sentido, tudo isso ajuda a diminuir a ansiedade, podendo ajudar até mesmo em alguns casos de depressão.   

Principalmente para os praticantes mais velhos, o crochê pode ser um estímulo de um novo propósito de vida e oportunidade de criação de novos laços de afeto por meio da prática. Mas isso não é exclusivo para a terceira idade, apenas é mais comum, mas a prática pode ter essa significação em todas as idades, e este é um fator que pode ajudar a diminuir a depressão em muitos casos.  

9. Previne doenças degenerativas 

Por manter o cérebro ativo, inclusive demandando relações matemáticas, crochetar exige concentração, raciocínio e coordenação motora, o que ajuda a prevenir doenças como Alzheimer e Parkinson.  

 

 10. Quebra barreiras e preconceitos 

Ainda há muita diferença entre as criações de homens, mulheres e entre as gerações, no entanto, uma forma de quebrar barreiras e mostrar que não existem atividades específicas para um gênero ou idade, é por meio do crochê.  

Uma vez que, quando um homem é visto com uma agulha e fios, ou quando mulheres jovens estão criando com as mãos, a sociedade estranha, questiona. Com isso, podemos abraçar bandeiras de que tais diferenças não existem e que seja quem você for, essa arte também pode ser para você.  

 11. Ajuda a passar por momentos difíceis 

Atualmente, vivemos algo que não esperávamos e mudou a nossa vida completamente: uma pandemia. Temos que lidar com o desconhecido, ficamos ansiosos e temos mais tempo do que nunca, e às vezes nem se quer sabemos o que fazer com ele.  

Durante essa crise, saiu uma matéria na Globo, mostrando como o crochê foi uma forma de lidar com tudo isso, como é bom para a saúde mental e, ainda, uma forma de ganhar um dinheiro extra.  

Se você quiser conferir as reportagens, assiste aqui e nesse link também.  

Esse foi um exemplo para o momento atual do qual todos estamos lidando, mas vale para qualquer fase da vida e em inúmeras dificuldades que aparecem no decorrer dela, o crochê, pode sempre ser seu fiel aliado.  

12. Tudo de bom e ainda pode ser a sua fonte de renda 

Atualmente, está voltando a ser valorizado o que é feito à mão, o artesanal, o handmade. E peças em crochê são itens que nunca saem de moda e TODO MUNDO TEM pelo menos uma peça. Assim sendo, são várias as oportunidades no mercado para quem quer viver da sua arte. E trabalhar com o que a gente ama influencia diretamente na nossa saúde também.  

Depoimentos sobre os benefícios do crochê para a saúde:

O crochê tem tantos benefícios para a saúde importantes, que fica ainda mais difícil não amar essa arte. Muitas pessoas dizem que “o crochê é o novo yoga”, um hábito saudável, capaz de trazer a vida equilibrada que nós tanto buscamos. E, é ou, não é? 

Separamos até mesmo alguns depoimentos de alunas da Anne, assim, veja como essa prática realmente ajuda as pessoas: 

Agora, conta pra gente, em que o crochê já ajudou na sua vida?  

Deixa seu comentário aqui no post pra gente debater o assunto!  

Nunca crochetou? A gente te ensina!  

 

Se você quer começar a aproveitar todos esses benefícios para a saúde, nós temos uma oportunidade muito legal para você iniciar no crochê.  

O curso “minha primeira peça em crochê” foi criado justamente para ser um primeiro passo para as pessoas mergulharem no mundo do crochê. De forma simples e descontraída, neste curso, você aprenderá a fazer um cachepô, como os da imagem acima. É um jeito muito legal de começar, em apenas uma tarde você cria uma peça útil, linda e feita todinha por você. Se quiser saber mais sobre o curso, fizemos um post falando sobre o assunto e aqui você pode acessar direto o curso.  

Bom, depois de tudo isso, só temos uma coisa a dizer: #agulhasativar!  

Já volta pro seu crochê aí porque tem apenas a ganhar quando ativa as suas agulhas. 

Esperamos você de volta aqui na semana que vem.  

Grande beijo!! 

Marcela Novaes, redatora da Escola de Artes Manuais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Divulgue esse Artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

20 comentários em “Cérebro e mãos conectados: 12 benefícios do crochê para a saúde”

  1. Itamar Alves Oliveira

    Estou sem material, pois ainda continuo confinada, pertenço ao grupo de riso
    No passado fiz alguma coisa de crochê, e bordado ponto cruz, mas tem mais de vinte anos que não uso agulha a não ser de costura
    Espero me animar

  2. Teresinha Gabriel Ferreira

    Boa tarde .me chamo Teresinha tenho 53 anos divorciada a quase dois anos .já fiz alguns bicos simples de crochê mas nunca consegui aprender direito .hoje estou decidida aprender e vou fazer meu primeiro tapete e conto com ajuda nessas aulas .beijo no coração .Deus abençoe .

  3. Retornei para o croche qdo fiz a cirurgia bariatrica, ajudava no controle da ansiedade nas primeiras fases, depois qdo fiquei muito doente no hospital, em homenagem a todos que me ajudaram e a minha família eu fiz uma almofada de croche para cada um, uma forma de mostrar que foram feitas por mim , com as minhas mãos. Todos ficaram emocionados pois representou a minha recuperação.

  4. Ótimo conteúdo, é verdade comecei a apreender via YouTube depois que fiz minha inscrição na semana do crochê, pois não sabia pegar nem na agulha.
    Depois que iniciei qdo vi um dia eram 1h30min da madrugada estava eu graças a Deus ela Crochê desligada do mundo. Gratidão

  5. Maria RIBEIRO DO SOCORRO SOBREIRA

    Amo crochê. Faço crochê desde os nove anos de idade. Aprendi com minha tia. De lá para cá o crochê é meu companheiro de todas as horas. Até qdo senti no sofá para ver televisão ali já tem uma cestinha com agulha linha e algum trabalho começado..

  6. Lindalva Romeiro de Oliveira

    Boa noite ! Na minha juventude fiz um pouco de crochê, mas hoje esqueci os pontos como começar e continuar, gostaria muito de fazer novamente.

  7. Patricia-Anne Newman

    Olá!
    Sempre fiz tricot, mas crochet era mais difícil para mim, canhota… e sempre ficava com um lado em diagonal. Agora, fazendo essas aulas do crochet sem receita, vamos ver se acerto! Como o tapete é rodondo, não tem como errar! Rsrsrs
    Adorei todas as dicas, muito bem explicadas. Sugiro apenas dar detalhe em apenas algumas partes para melhor visualização, como por exemplo, no crochet redondo, a partir do ponto baixíssimo (onde colocar a agulha) para fechar a carreira, e como carregar o fio para a próxima carreira. Ou ter um post só com esses detalhes. Fica a dica!
    Gratidão! Belo trabalho!

    1. Escola de Artes Manuais

      Oieee, Patrícia!

      Vimos que agora você é aluna do Design em Crochê, né?! Seja muitooo bem-vinda!

      Esperamos que seja uma experiência incrível. Conte conosco! <3

  8. Amo crochetar. O que começou como primeira fonte de renda na adolescência, transformou se numa terapia maravilhosa pra aliviar o estresse do trabalho. E tanto amor e dedicação diária com meu crochezinho, tem me proporcionado uma viagem mágica pela busca de tornar essa arte em minha segunda profissão! Ainda vou ser aluna da Escola de Artes , acompanho e sou fã de vocês!!!! Um forte abraço a todos!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Recentes